8 dicas para otimizar a forma de estudar e aprender mais

Você dedica horas e horas estudando e, mesmo assim, parece que aprendeu pouco ou quase nada? Não desanime. Você só precisa de novas técnicas para aprender.

Cada um tem um estilo para estudar, mas existem práticas que podem ajudar no processo de absorção e memorização de conteúdo, o que torna a aprendizagem mais eficiente.

Primeiro, é importante compreender que estudar muito de uma só vez pode ser prejudicial ao aprendizado, ao cérebro e ao corpo, pois aumenta o nível de estresse, causa cansaço nos olhos, dores do corpo por ficar muito tempo na mesma posição (sentado), sobrecarga cerebral, etc. 

Por isso, estudar de forma eficiente não significa passar dez horas enfiado nos livros, mas compreender e assimilar o que está sendo estudado sem chegar à exaustão. Então, confira algumas dicas, tente praticar cada uma delas e descubra qual se encaixa melhor ao seu ritmo de estudos e otimiza o seu aprendizado:

  1. Organize um plano de estudos

Tenha em mente o que você precisa estudar e separe os conteúdos que serem vistos a cada dia. Não faça uma projeção absurda. Defina uma meta realista e mantenha a disciplina. 

  1. Tenha um horário fixo

Você aprende mais no período da manhã, da tarde ou da noite? Se durante a manhã você se sente muito sonolento e com dificuldade para focar, não adianta insistir nesse horário. Defina a melhor hora para estudar e não deixe para depois!

  1. Prepare o local de estudo

Você pode até conseguir estudar em um ambiente bagunçado e barulhento, mas provavelmente teria um aprendizado melhor em um local organizado e silencioso, que permita manter o foco e concentração.

  1. Tome banho

Não é brincadeira. Um banho pode te ajudar a relaxar ou se concentrar melhor! O banho frio é estimulante e revigorante e deixa a sua mente em alerta e pronta para estudar ou trabalhar. Já o banho quente é altamente relaxante, ideal para espantar o estresse e aquietar a mente para conseguir se concentrar. 

Além disso, o banho libera dopamina, responsável pela sensação de prazer no cérebro e auxilia no aprendizado e memorização.

  1. Escreva os conteúdos

O processo de escrita ativa mais áreas do cérebro do que nos processos de leitura ou escuta. Dessa forma, escrever resumos, listas e tópicos são uma ótima opção para fixar o conteúdo e de pontuar as dúvidas.  Além disso, esses materiais manuscritos são ótimos para consultas rápidas!

  1. Ensine outras pessoas

Melhor do que apenas ler ou escrever, ensinar outras pessoas e raciocinar antes de verbalizar é a melhor forma de clarear as ideias, organizar as informações e melhorar a compreensão. Então, que tal montar pequenas aulas? Podem ser passadas para os colegas que estão estudando o mesmo conteúdo ou para um espectador que queira te dar uma mãozinha.

  1. Faça exercícios

Não, não são exercícios físicos, apesar de que uma caminhada ou atividade física pode ajudar a aliviar a tensão e melhorar o aprendizado. Mas, neste caso, os exercícios são sobre a matéria estudada.

Para que o cérebro não descarte uma informação, é preciso tornar essa informação útil, e a melhor forma é resolvendo e respondendo questões a respeito dos conteúdos. Essa concentração para solucionar os exercícios ajuda a compreender e memorizar o conteúdo. Além disso, é na hora de responder às questões que surgem as dúvidas e, assim, pode-se perceber quais pontos precisam ser revistos e mais estudados.

  1. Durma bem

Não adianta estudar quando deveria estar dormindo, pois o cérebro vai estar indisposto e cansado e não vai absorver os conteúdos como você gostaria. Prefira ter um sono de qualidade, pois isso vai ser benéfico na hora de fixar o conteúdo e na aprendizagem.

Uma dica interessante é fazer uma revisão rápida antes de dormir, pois é provável que os tópicos lidos fiquem na cabeça e, durante o sono, o cérebro processe e assimile as informações.

Agora é com você! Se organize, coloque essas dicas em prática e transforme a sua rotina de estudos. 

Gostou desse conteúdo? Então, continue acompanhando nosso blog para mais assuntos que podem alavancar sua vida acadêmica ou profissional.

Deixe um comentário