NBR 5410: entenda o que é, qual a função e onde se aplica

NBR 5410: entenda o que é, qual a função e onde se aplica

O ser humano atingiu um nível de desenvolvimento em que é capaz de manipular a eletricidade, mas, para isso, precisa seguir uma série de normas e recomendações para garantir a própria segurança e de todos os envolvidos. Algumas dessas regras podem ser encontradas na NBR 5410, que adverte os eletricistas sobre as normas básicas de instalações elétricas, a fim de não oferecer riscos e garantir um funcionamento adequado.

O que é?

NBR significa Normas Brasileiras que são aprovadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A NBR 5410 faz parte desse grupo de diretrizes, sendo um conjunto de condições e regras específicas, direcionadas às instalações elétricas de baixa tensão, até 1000V em tensão alternada e 15000V em tensão ininterrupta.

Qual é a diferença entre NR e NBR?

A sigla é parecida, mas são normas diferentes. A NR é estabelecida pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), fiscalizada pelas Delegacias Regionais do Trabalho. Qualquer instalação elétrica em edificações destinadas ao trabalho, está sujeita a estas normas de segurança e saúde no trabalho.

Enquanto que a NBR é uma norma técnica estudada e estabelecida por pesquisadores e profissionais da área, sendo aprovada por um órgão nacional, como a ABNT, ou internacional. Esta última só se torna obrigatória quando estabelecida por algum poder público.

Qual é a função da NBR 5410?

A NBR 5410 existe com o objetivo de assegurar qualidade nas instalações elétricas e, assim como a maioria das normas, garantir a segurança dos trabalhadores e de todas as pessoas que possam estar envolvidas.

A norma funciona como um guia para o eletricista, indicando sobre o que deve ou não fazer e explicando regras em instalações de baixa tensão. Sendo assim, conhecer a norma e os tópicos nela propostos é uma forma de esclarecer dúvidas dos profissionais da área e, então, garantir instalações melhores e mais seguras.

Onde se aplica?

A norma é aplicada principalmente em instalações prediais, públicas e comerciais, sendo empregada nas seguintes instalações elétricas:

  • áreas descobertas externas e edificações;
  • locais de acampamento, marinha e instalações análogas;
  • instalações temporárias, como canteiros de obras, feiras, exposições etc.;
  • instalações novas ou já existentes em reforma.

E nos seguintes circuitos:

  • circuitos elétricos alimentados sob tensão  nominal igual ou inferior a 1000V em corrente alternada (CA), frequência inferior a 400 Hz, ou a 15000V e corrente contínua (CC);
  • circuitos elétricos que não estão dentro de equipamentos, funcionando sob tensão superior a 1000V, e alimentados por uma instalação igual ou inferior a 1000V e corrente alternada. Por exemplo, circuitos de lâmpadas de descarga;
  • fiações e redes elétricas que não estejam cobertas pelas normas relativas aos equipamentos de utilização;
  • linhas elétricas fixas de sinal, com exceção dos circuitos internos dos equipamentos.

Não se aplica em casos de:

  • instalações elétricas de veículos automotores;
  • instalações elétricas de embarcações e aeronaves;
  • instalações de iluminação pública;
  • redes públicas de distribuição de energia;
  • instalações em minas;
  • instalações de cercas eletrificadas.

Certificação

Ter conhecimento das normas é fundamental para sustentar o bom funcionamento da instalação elétrica, a conservação dos bens e, principalmente, a segurança. Além de, é claro, trazer um diferencial competitivo ao eletricista dentro do mercado de trabalho. Por isso, a Intensiva criou um curso com os principais conceitos e técnicas para realizar trabalhos de elétrica e, também, com tópicos da NBR 5410, que, como você conferiu neste artigo, é fundamental para o profissional da área. Veja só:

Deixe um comentário